Product Owner: Do Escritor ao Empreendedor, entenda a evolução do Product Owner

Tempo de leitura: 6 minutos

O que é um bom Product Owner? E quem é a pessoa certa para esse papel?

Eu já trabalhei com vários PO’s e posso afirmar que são raros os que realmente executam o papel na prática. Ser Product Owner é ter a confiança dos stakeholders, é ter autonomia para tomar decisões, é ter o conhecimento de negócio.

Evolução do Product Owner: O Padrão

Muitas organizações que estão pensando em adotar o Scrum, tem dificuldade em definir quem é o Product Owner. Afinal de contas, quem seria a melhor pessoa? Seria alguém do Marketing? alguém de vendas? alguém da TI?

Todas essas questão aparecem no momento da adoção, e a resposta não é simples. Ela está oculta no padrão evolutivo do Product Owner.

Continue lendo, para descobrir como é a evolução do product owner.

Os estágios de evolução

Cada estágio é incremental, ou seja, é a soma do predecessor com o atual.

Evolução do Product Owner

O Escritor

Como uma primeira tentativa de implementar o papel de Product Owner, organizações frequentemente começam com alguém que possui fortes habilidades analíticas.

Evolução do Product Owner – O Escritor

Usar pensamento lógico para quebrar problemas complexos em seus componentes menores). Normalmente um membro do Time que era usado para escrever especificações de requisitos ou alguém que era usado como ‘Analista de Negócios‘.

Como essa pessoa tipicamente vem do TI, é fácil ir em direção a implementação do Scrum e nós podemos começar com a criação de um Product Backlog.

Contudo, o Escritor possui benefícios limitados, já que ele precisa de outros (marketing, comercial, gerente de projetos) para responder perguntas difíceis. Esta delegação de decisões quebra o fluxo de atividades.

Receba conteúdos exclusivos sobre Métodos Ágeis em seu e-mail! Faça parte da melhor comunidade de conteúdos ágeis do Brasil.

O Proxy

Para resolver os problemas de comunicação do Escritor, organizações atualizam o papel de  PO para um Analista Sênior que tem fortes habilidades de comunicação. Esta pessoa é como um gerente de conta ou alguém do comercial que na maioria das vezes vem do TI.

Evolução do Product Owner – O Proxy

O foco de um Proxy muda de criar itens de Product Backlog para criar Incrementos de Produto.

Os benefícios esperados de um Proxy são levemente melhores, uma vez que ele está mais conectado à área de business do que o Escritor. Embora atrasos, tempo de espera e tropeços tenham diminuído, muitos dos causadores destes problemas continuam a existir.

O Representante de Negócios

O problema que geralmente se ouve com relação ao Proxy é que a área de negócios está desconectada do departamento de TI.

Evolução do Product Owner – O Representante de Negócio

Uma vez que as organizações entendem que é necessário quebrar a barreira inter-departamental, eles enviam alguém de maketing/vendas/gerencia de produto para preencher o papel de Product Owner.

Esta atualização para Representante de Negócios é o próximo passo na evolução. A partir deste momento no Scrum, o time consiste em pessoas de todas as partes da organização e não apenas do departamento de TI.

Os benefícios esperados aumentam novamente, já que existe uma colaboração mais ampla.

Agora existe uma disponibilidade direta de conhecimento funcional e das expectativas de stakeholders. Ainda que, o Representante de Negócios continua tendo autonomia limitada, já que o departamento de marketing/vendas/gerencia de produtos ainda são as autoridades reais.

O Patrocinador

Tendo o Representante de Negócios sentido a dor de precisar perguntar aos departamentos de negócios para tomar decisões, ele irá provavelmente luta para ter mais voz ativa.

Evolução do Product Owner – O Patrocinador

Uma vez que os departamentos de negócios darem controle e confiança ao Representante de Negócios, o próximo passo será dado e o Representante de Negócios será um Patrocinador.

Isto funciona melhor se a pessoa não é apenas da área de negócios, mas também tem a confiança e a voz ativa para tomar decisões (in loco). Possuir voz ativa é um sinal de que o papel está sendo levado mais a sério.

Ao Patrocinador normalmente é permitido gastar mais tempo como um Product Owner, levando a menos tropeços, mudanças de contexto e a um fluxo de atividades altamente melhorado.

As questões que um Patrocinador precisa enfrentar convergem para a necessidade de se fazer lobbing para orçamentos. Um Patrocinador ainda precisa negociar para garantir algum orçamento vindo de diferentes departamentos de negócios.

Talvez ele já possa decidir como gastar o dinheiro de seu próprio departamento. Mas ainda existem outros departamentos que precisam ser convencidos.

O Empreendedor

O último passo na evolução do Product Owner e fazer dele totalmente responsável pelo orçamento do produto e pelas funcionalidades.

Evolução do Product Owner – O Empreendedor

Isto faz dele um verdadeiro Empreendedor, cujo trabalho é criar tanto Valor de Negócio para seus clientes quanto for possível. Ele é como um mini-CEO, um verdadeiro dono do produto.

O Empreendedor é responsável por todos os aspectos, como marketing, vantagens competitivas, usuários, finanças e legislação dentro do escopo de seu produto. A vida profissional dele é dedicada ao bem-estar do produto.

Infelizmente, este tipo de PO ainda são raros, uma vez que organizações frequentemente não estão prontas para delegar este tipo de controle.

Product Owner, qual é o seu?

Se você tem um PO no seu time, você já entendeu como é a Evolução do Product Owner. E porque em vários momentos ele não consegue seguir com suas atividades.

Talvez no Scrum, seja o papel mais complexo de se implementar. Isso devido a dificuldade em se ter autonomia.

Ter Product Owner realmente preparado é outro desafio. Ter uma pessoa que realmente entenda o seu mercado é uma característica complicada de se achar.

E você? Que tipo de Product Owner é? Compartilhe nos comentários abaixo.

Gostou desse post? Então você vai querer ler também A Evolução do Scrum Master e a Evolução do Time de Desenvolvimento.

Quer receber mais conteúdos como esse? Deixe seu email no campo abaixo.

* Esse post foi traduzido com a autorização do Ron Enringa (Thanks, Ron!) a versão original se encontra aqui.